Diário de Desenvolvimento #01 – O Passado e o Presente do Race In The Galaxy

Olha que legal! Nosso primeiro diário de desenvolvimento!

O Passado

Tudo começou quando eu me perguntava: “Que tipo de jogo eu gostaria de criar? Qual seria meu primeiro jogo?”

Seria necessário ser alguma coisa que eu amo. Algo que eu queira jogar, algo que ninguém fez ainda.

A premissa:

Um jogo 2D de corrida com elementos rogue-like-like, inspirado por jóias como Top Gear 3000 e F-Zero.

O Fator FTL:

Eu estava jogando muito FTL. É um ótimo jogo indie com uma ideia incrível, muito bem executada. Os gráficos 2D são tão simples, e ainda, tão elegantes. Tudo no jogo caminha para um único feeling. O Ben Prunty fez um trabalho sensacional preenchendo o vazio do espaço com a sua música.

Com minha premissa e o fator FTL, eu comecei a pensar: “Eu poderia fazer isso”.

Em maio de 2015, comecei a trabalhar no jogo com uma técnica muito peculiar, inspirado pelo Game Dev Tycoon (Isso fica pra outra hora). Mas na verdade o desenvolvimento pesado mesmo começou apenas em janeiro de 2016.

O Futuro e a Visão

race-in-the-galaxy-vision-features

Nos próximos meses eu estarei comentando sobre cada característica listada acima, enquanto elas vão ficando prontas.

Tem muita coisa para falar, e muita coisa para fazer!

Se você gostaria de saber mais, por favor, assine nossa newsletter que foi carinhosamente nomeada de Turtle Tribe. É um lugar onde nós podemos conversar sobre o processo de desenvolvimento, compartilhar ideias e nos divertir. Espero você lá.

Se você tiver algum comentário, não seja tímido 🙂